Cirurgias plásticas reparadoras

O último levantamento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, SBCP, revelou que anualmente cerca de 54.300 pessoas precisam de uma cirurgia plástica após uma queimadura, um acidente de carro ou doméstico, além de outras formas de violência. Quase 100% destes casos acabam sendo absorvidos pelo Serviço Único de Saúde, que não tem estrutura ou recursos para atender toda esta demanda. “A plástica reparadora, quase sempre, funciona como o próximo capítulo de vida, após um episódio violento, ou seja, é uma chance da vítima voltar a ter uma vida normal”, diz o cirurgião plástico Ruben Penteado, diretor do Centro de Medicina Integrada, em São Paulo. A cirurgia reparadora mais frequente é primordialmente a retirada de tumor (43%). Com menos expressão surgem as intervenções resultantes de acidentes urbanos (13%), domésticos (7%), defeitos congênitos e queimaduras (12% em cada).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s