Pacientes com menos de 50 anos obtêm melhores resultados, a longo prazo, com o lifting facial

Pacientes mais jovens com “os primeiros sinais” ou com “sinais mínimos de envelhecimento facial” alcançam melhores resultados e maiores taxas de satisfação uma década, após a realização do lifting facial.  É o que revela um estudo Long-Term Results of Face Lift Surgery: Patient Photographs Compared with Patient Satisfaction Ratings –  publicado na edição deste mês do Plastic and Reconstructive Surgery, jornal médico oficial da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos. Por causa dos melhores resultados que podem ser obtidos, os pacientes com menos de 50 anos são considerados os candidatos ideais para a cirurgia de rejuvenescimento facial, sugere o estudo dos cirurgiões plásticos Tom S. Liu e John Q. Owsley. Em estudos anteriores, os pesquisadores já haviam descoberto que pacientes submetidos ao lifting facial em idades mais avançadas declararam um menor índice de satisfação e resultados mais variáveis, em comparação com pacientes mais jovens.  Neste novo estudo,  Liu e Owsley compararam o nível de satisfação dos pacientes por meio da análise de fotos com o resultado da cirurgia. Eles analisaram as diferenças de resultados, a curto e longo prazo, em pacientes de três grupos etários: pacientes com menos de 50 anos, entre 50 e 60 anos, e com mais de 60 anos de idade, no momento da cirurgia plástica.  E conforme os estudos anteriores, os pacientes mais jovens apresentaram níveis de satisfação mais elevados e mais consistentes, tanto a curto, quanto a longo prazo.  As avaliações dos pacientes foram apoiadas pela opinião de especialistas, que após analisar os resultados estampados nas fotos, concluíram que os que haviam se submetido à cirurgia plástica facial, antes dos 50 anos, apresentavam uma aparência mais jovem nas fotos. Já os pacientes do grupo de mais de 60 anos, no momento da cirurgia, já apresentavam “significativas alterações faciais de envelhecimento.” A longo prazo, este grupo ainda parecia mais jovem do que outras pessoas da mesma idade que não haviam feito plástica, no entanto, apresentava sinais de “regressão” nas cinco áreas faciais. Já os pacientes do grupo de 50 a 60 anos obtiveram resultados intermediários.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s